Liderança no trabalho: 4 sinais que sua empresa precisa investir nos líderes!

As estratégias mais importantes para o aumento das vendas e do posicionamento de mercado estão concentradas no maior ativo das empresas: os seus funcionários. O treinamento de liderança no trabalho é um passo essencial para alcançar essas e outras metas.

Formar e capacitar líderes são requerimentos capitais para o sucesso das marcas e isso tem sido a preocupação mais frequente nas reuniões de planejamento.

Por que isso acontece?

É preciso formar profissionais que representam os valores e objetivos da empresa e promovam a motivação das equipes que se traduzirá em performance e produtividade.

Os líderes inspiradores são vetores do sucesso nas diferentes estratégias empresariais, mas quando é o momento de aperfeiçoar o trabalho deles? Quando o investimento é ainda mais necessário?

O Blog do Tuba vai mostrar sinais que demonstram que a empresa deve investir nas lideranças para aumentar as suas chances de sucesso!

1 – Mudanças na modelagem e nas tecnologias aplicadas ao negócio

Vivemos um momento paradoxal nos mercados: uma rotina feita de mudanças constantes, seja na forma de fazer negócios – das equipes externas aos canais digitais – ou as tecnologias aplicadas à produção e à comercialização.

Naturalmente, associamos essas grandes transformações aos treinamentos de capacitação, porém as lideranças têm papel central no sucesso das transições de modelos de trabalho e de tecnologias, especialmente nas incertezas que costumam trazer para os funcionários.

É preciso preparar os líderes não só com o conhecimento sobre as mudanças, mas também sobre os impactos sobre os liderados, mesmo que temporariamente, mas que não sejam intensos o bastante para afetar a crença deles em suas carreiras.

2 – Grandes transformações organizacionais e crises

Chegou o momento da sonhada expansão da fábrica para atender à demanda com mais agilidade, a abertura de novas filiais, a incorporação de uma nova linha de produtos ou mesmo a implantação da política de sustentabilidade na empresa.

São mudanças profundas e definitivas que exigem atenção especial para o desempenho das equipes e para o clima organizacional. Da mesma forma, os momentos de crise – econômica ou de mercado – podem ser extremamente difíceis para manter a produtividade.

O papel dos líderes será um diferencial para o sucesso da mudança e, muitas vezes, é preciso que ele seja preparado para um momento totalmente novo da empresa.

O líder representa os valores culturais, sociais e o pensamento estratégico da empresa e deve estar pronto para conduzir os liderados por entre os impactos que a transformação exigirá.

Um bom exemplo são os impactos nas equipes de vendas por novas técnicas ou por dificuldades para alcançar suas metas em determinados nichos e condições.

Os workshops de vendas e atendimento a clientes são uma ótima oportunidade para aprimorar a liderança e a relação com os liderados.

Liderança no trabalho: Reduzir Turnover

3 – Reduzir o turnover

A saída frequente de funcionários pode indicar falhas na gestão de pessoas no nível mais amplo da organização e também na liderança específica. Afinal, administrar as expectativas dos liderados está longe de ser uma tarefa simples.

Um exemplo típico é a transformação digital, que tanta ansiedade vem provocando nos funcionários de diferentes níveis hierárquicos nas empresas. Conciliar vida pessoal e profissão [link interno] é um outro grande desafio nos tempos atuais.

É preciso qualificar o líder para que ele entenda profundamente os diversos momentos, coletivos e individuais, e lide com as crenças e frustrações da forma mais eficiente, para estimular o funcionário e a equipe e reduzir a perda de talentos – além de aumentar a coesão da equipe.

4 – Riscos na retenção de talentos nas lideranças

Dentre as inúmeras características das lideranças positivas, uma é inevitável: a inquietação – além de ser uma qualidade, pois traz motivação aos liderados para que não se acomodem.

A retenção do talento deve ser uma política permanente e que precisa ter o olhar individualizado. Afinal, o mercado não hesitará em oferecer condições atraentes para líderes bem sucedidos.

O PDL – plano de desenvolvimento de líderes é a base para entregar ferramentas de gestão e motivar o líder, portanto deve ser uma prática inserida na cultura da organização, de forma que os líderes percebam que os horizontes são planejados para eles.

O treinamento corporativo tem um papel essencial no aperfeiçoamento de habilidades e prepara o líder para as oportunidades e desafios que estarão ao longo da sua trajetória.

Ele poderá aprimorar-se em vários aspectos.

  • Técnicas e métodos de uma nova atividade;
  • Habilidades de relacionamento interpessoal;
  • Aperfeiçoamento em técnicas de gestão;
  • Gestão de tempo e produtividade;
  • Condução de projetos.

Dessa forma, a empresa motiva o líder, retém o talento e mantém uma parceria de grande valor para o crescimento da empresa.

A qualificação permanente produz os maiores e melhores impactos nas entregas dos funcionários, na motivação das equipes, na gestão de pessoas e nos resultados da empresa.

É a base para o sucesso!

Tuba Lyra é um apaixonado por vendas e gestão de pessoas, pelas histórias delas e por ajudá-las a crescer em suas trajetórias profissionais e de vida.

Quer saber como o seu negócio pode ir mais longe e de forma consistente e sustentável?

Venha conhecer o meu trabalho de consultoria de gestão de pessoas.

E juntos escreveremos uma história ainda mais rica na sua empresa!

Posts Recentes

Treinamento Corporativo
para sua Empresa

A qualificação permanente das equipes produz os maiores e melhores impactos nas entregas dos funcionários, na motivação das equipes, na gestão de pessoas e nos resultados da empresa.

É a base para o sucesso!

Entre em contato com o Tuba Lyra e conheça o nosso trabalho.